Como criar uma estratégia eficaz de SEO em 8 passos (+template)

Nós somos a extensão digital da sua empresa.

Sumário

Marketing
Editor RasDesenv

um guia sobre atributos de links

Em 2019, o Google anunciava que o atributo “nofollow” receberia dois novos companheiros: o atributo “sponsored” e o atributo “UGC” (UGC significa “conteúdo gerado pelo

Ler Mais >>

Uma estratégia de SEO é um plano de ação projetado para melhorar as classificações de um site e aumentar o tráfego de pesquisa orgânica.

Neste post, veremos uma lista detalhada de tarefas que para ajudar você a se concentrar nas ações que trazem mais tráfego e receita para o seu negócio. Mostraremos uma passo a passo para você criar e executar uma estratégia de SEO eficaz. Acompanhe!

Use nosso template (em inglês) e acompanhe o conteúdo.

1. Avalie o desempenho dos seus esforços de SEO

Fazer um benchmarking com suas estatísticas atuais é a melhor maneira para definir metas realistas, acompanhar resultados e analisar o que está funcionando e o que precisa ser melhorado.

Para isso, você precisa se atentar aos seguintes fatores:

  • Tráfego orgânico;
  • Classificação de palavras-chave;
  • Backlinks.

Juntos, esses insights fornecem uma visão abrangente do desempenho geral do seu site. Vamos nos aprofundar em cada um deles:

Tráfego orgânico

Tráfego orgânico significa quantos visitantes chegam ao seu site a partir de pesquisas orgânicas (não pagas).

Existem muitas maneiras de verificar seu tráfego orgânico. Você pode usar ferramentas especializadas em SEO ou o próprio Google Analytics.

Vamos usar a ferramenta Visão geral do domínio, da Semrush.

Para começar, digite seu domínio, clique em pesquisar e acesse a aba “Tráfego orgânico”.

img-semblog

Por exemplo: pesquisamos pelo site do Buscapé. Podemos ver que ele registra 21,3 milhões de visitas por mês a partir da pesquisa orgânica.

Classificação de palavras-chave

Classificação de palavras-chave é o ranking orgânico do seu site nos resultados de pesquisa para uma determinada palavra-chave. Em outras palavras, é a posição em que páginas aparecem no Google.

Elas são importantes porque as páginas que têm classificação mais alta obtêm mais tráfego via pesquisa orgânica.

Na verdade, o resultado orgânico número um tem 10 vezes mais probabilidade de receber um clique em comparação com o décimo lugar.

Você pode encontrar suas classificações de palavras-chave na mesma tela de “Tráfego orgânico” da ferramenta. Se você rolar para baixo, poderá ver suas principais palavras-chave orgânicas.

Essas palavras-chave são as que geram mais tráfego orgânico para o seu site.

principais palavras-chave orgânicas

Clique em “Ver detalhes” para ver informações mais específicas.

Procure:

  1. As palavras-chave para as quais você classifica;
  2. Sua posição de classificação para cada termo;
  3. O volume de pesquisa (quantas vezes por mês as pessoas pesquisam);
  4. O tráfego eles trazem.
posições na pesquisa orgânica, coluna trafego

Anote suas cinco principais palavras-chave orgânicas, a posição e o volume, e coloque essas informações no seu template.

Também recomendamos exportar um relatório completo para seus registros de benchmarking.

Na sequência, verifique quantos sites têm links apontando para seu site.

Sites com um alto número de backlinks tendem a ter classificações mais altas na busca orgânica.

Backlinks são como um voto de confiança. Se muitos sites confiáveis linkarem para o seu, os mecanismos de pesquisa vão entender que vale a pena mostrar sua página na SERP.

Para analisar seus backlinks, vamos usar a ferramenta Análise de backlinks, da Semrush.

Basta inserir seu domínio para visualizar um painel com métricas importantes, como:

  • Authority Score: métrica que estima a facilidade de classificação do seu site, com base em backlinks e outros fatores (quanto maior, melhor).
  • Domínios de referência: o número de sites com pelo menos um link apontando para seu site.
  • Backlinks: o número total de links que apontam para seu site.
métricas da ferramenta análise de backlinks

Anote essas métricas no seu template.

2. Analise as estratégias de SEO dos seus concorrentes

Você não precisa adivinhar quais palavras-chave utilizar para seus conteúdos ou para criar links. É mais fácil ver o que já está funcionando para os outros!

Analisar as estratégias de SEO dos concorrentes ajuda você a:

  • Aproveitar os pontos fracos dos seus rivais;
  • Replicar seus pontos fortes;
  • Priorizar as ações de SEO mais importantes.

Vamos ver como fazer isso.

Identifique seus concorrentes

Comece identificando seus principais concorrentes de SEO. Esses são os sites que estão competindo pelas mesmas palavras-chave que você na pesquisa orgânica.

Para encontrá-los, acesse a ferramenta Pesquisa orgânica, da Semrush, e digite seu nome de domínio.

Em seguida, vá para a aba “Concorrentes”.

aba de concorrentes na ferramenta pesquisa orgânica

Role para baixo para ver uma lista dos seus 100 principais concorrentes orgânicos, as palavras-chave que vocês compartilham e o tráfego mensal.

lista de concorrentes orgânicos

Veja o top 10 e identifique os concorrentes que sejam mais relevantes para o seu negócio.

Observação: nem todos os seus competidores diretos serão seus rivais de SEO.

Registre seus cinco principais concorrentes online no seu template e vá para a próxima etapa.

Encontre as palavras-chave mais importantes dos seus concorrentes

Em seguida, identifique palavras-chave mais valiosas para as quais seus concorrentes classificam atualmente, mas você não.

Cada uma dessas palavras-chave é uma oportunidade para você gerar mais tráfego.

Na ferramenta Lacunas nas palavras-chave, da Semrush, digite seu domínio no primeiro campo, seguido pelos sites dos seus principais concorrentes.

tela inicial da ferramenta lacunas das palavras-chave

Clique em “Comparar” para ver as palavras-chave que você e seus concorrentes compartilham e disputam.

Você verá a lista completa de termos, além de informações sobre a classificação, volume de pesquisa, dificuldade de palavras-chave e muito mais.

palavras-chave compartilhadas

Anote as principais oportunidades de palavras-chave no seu template.

Para uma análise mais profunda e melhores insights, recomendamos fazer o download de um relatório CSV e trabalhar com os dados em uma planilha.

exportar dados

A exportação CSV contém uma coluna de Dificuldade de palavra-chave que permite localizar e classificar os termos com maior volume de pesquisa, mas que também são mais fáceis de classificar.

Backlinks são uma dos elementos mais importantes de SEO. Eles representam um “voto de confiança” de um site para outro. E você certamente não conseguirá classificar bem sem eles.

Uma ótima tática é fazer uma auditoria de backlinks para encontrar domínio com links apontando para os sites dos seus concorrentes, mas não para o seu.

Afinal, se eles estão dispostos a fazer links para seus rivais, é provável que eles também linkem para o seu site. Suas chances aumentam se você criar conteúdos ainda melhores do que os outros.

Comece abrindo a ferramenta Lacunas nos backlinks, da Semrush.

Insira seu domínio e o site de seus concorrentes e clique em “Identificar perspectivas”.

Você verá um gráfico de tendências, que compara cada um dos perfis de backlinks dos seus concorrentes. É uma maneira rápida de ver qual deles está ganhando mais backlinks.

gráficos na ferramenta lacunas nos backlinks

A tabela abaixo do gráfico lista todos os domínios de referência que enviam backlinks para os sites que você inseriu.

tabela de domínios de referência

Você pode clicar nas setas para obter informações mais específicas sobre os links e URLs de cada domínio de referência para um concorrente.

Você verá o Authority Score do domínio, o texto âncora, a URL de destino, a data em que o backlink foi acessado pela primeira vez e muito mais.

detalhes dos domínios de referência

Exporte esse relatório clicando no botão “Exportar” no canto superior direito da página e adicione-o ao seu template.

Assim, você terá uma lista de sites de destino que você pode entrar em contato para obter backlinks para seu conteúdo.

Metas são o resultado final que você deseja alcançar. KPIs são valores mensuráveis que ajudam a acompanhar o progresso em relação às metas.

Defini-los é um dos passos mais importantes na hora de criar uma estratégia de SEO eficaz. Eles ajudam a avaliar o sucesso do seu trabalho e determinar se você precisa fazer ajustes.

Os KPIs a serem acompanhados dependem inteiramente de seus objetivos e da sua estratégia.

Alguns indicadores para ficar de olho:

  1. Tráfego orgânico;
  2. Classificações de palavras-chave;
  3. Backlinks;
  4. CTR média (taxa de cliques);
  5. Problemas de cobertura.

Já falamos de tráfego orgânico, classificação de palavras-chave e backlinks acima.

Vamos examinar os dois KPIs restantes: CTR média e problemas de cobertura.

CTR média

A CTR é a porcentagem de pessoas que clicam no seu site depois de vê-lo no Google. Uma CTR mais alta significa mais cliques e, portanto, mais tráfego.

Mas essa não é a única razão para rastreá-lo.

O Google também usa a CTR como um de seus fatores de classificação. Uma página que recebe mais cliques indica que é relevante para busca do usuário e deve ser recompensada com uma classificação mais alta.

A maneira mais fácil de obter esse número é usando o Google Search Console.

No lado esquerdo, na seção de “Desempenho”, clique em “Resultados da pesquisa”.

resultados de pesquisa no google search console

A próxima tela exibirá um painel mostrando sua CTR média.

ctr média no google search console

Adicione sua CTR média ao template.

Em seguida, exporte seu relatório para que você possa acompanhar sua CTR enquanto verifica seu progresso.

Para fazer isso, clique na opção “Data” na parte superior da tela.

google search console data

Um pop-up com opções de períodos de tempo aparecerá. Clique em “Últimos 28 dias” e em “Aplicar”.

google search console últimos 28 dias

Depois disso, clique no botão “Exportar” no canto esquerdo da tela. Salve o arquivo no formato desejado.

google search console botão de exportar

Problemas de cobertura

Um problema de cobertura ocorre quando o mecanismo de pesquisa tenta acessar uma página do seu site, mas não consegue.

Por exemplo: erros de servidor 5xx, erros 4xx, URLs duplicadas, páginas não indexadas etc.

O acompanhamento regular desses problemas é importante porque páginas com erro não são indexadas. A indexação é o processo do Google de armazenar páginas em seu banco de dados para, em seguida, mostrar nos resultados da pesquisa.

Se suas páginas não estiverem indexadas, elas não serão classificadas.

Você pode encontrar seus problemas de cobertura no Google Search Console.

google search console cobertura

Você verá um resumo dos erros, advertências, páginas válidas e excluídas.

erros no search console

Role para baixo para ver detalhes sobre cada erro ou advertência.

detalhes do erro de cobertura

Confira nosso guia sobre como corrigir problemas de rastreabilidade.

4. Faça uma auditoria do conteúdo do seu site

Auditoria de conteúdo é o processo de analisar seu site para encontrar oportunidades de melhoria.

Essa etapa é importante para entender o que você precisa fazer para melhorar o desempenho do SEO do seu site. Ela ajuda você a identificar páginas que não têm uma boa performance, por que não isso está acontecendo e como corrigir.

Vamos ver como fazer a auditoria de conteúdo.

Encontre páginas de baixo desempenho

O primeiro passo é encontrar as páginas de baixo desempenho no seu site e removê-las, redirecioná-las ou otimizá-las.

Essas páginas provavelmente não estão gerando tráfego ou vendas em quantidade relevante, portanto, resolver esse problema é sua principal prioridade.

Conteúdo de baixa qualidade é um dos principais indicadores que os mecanismos de pesquisa usam para entender se o que você está fornecendo é bom o suficiente.

Você pode encontrar facilmente seus conteúdos de baixo desempenho usando o Google Analytics.

Acesse a opção “Landing Pages”.

universal analytics opção landing pages

E, em seguida, ordene as páginas pelao menor número de sessões.

número de sessões

Observação: se você tem muito conteúdo publicado no seu site, certamente terá muitos dados para analisar.

Localize os conteúdos que trouxeram poucos visitantes no último mês (ignore aqueles com bom desempenho).

Depois de identificar essas páginas, tome uma das seguintes medidas:

  • Exclua o conteúdo imediatamente;
  • Otimize-o ou combine-o com outro conteúdo;
  • Faça um redirecionamento 301 para uma página semelhante do seu site;
  • Junte diferentes partes de um conteúdo em uma única publicação.

A opção mais adequada vai depender do conteúdo em si.

Por exemplo: se você escreveu uma post sobre um evento que aconteceu há cinco, é melhor excluí-lo.

Avalie seu conteúdo com base no tráfego

Agora que você excluiu, otimizou ou redirecionou seu conteúdo de pior desempenho, é hora de trabalhar no restante.

Especificamente, você deve avaliar seus conteúdos com base no tráfego.

Essa é uma métrica objetiva que indica se o material está ou não cumprindo seu papel (SEO).

Vamos usar novamente a ferramenta Pesquisa Orgânica.

Digite seu domínio, clique em pesquisar e acesse para a aba “Páginas”. Você verá uma lista de todas as suas páginas orgânicas.

Clique em “Tráfego” para ordenar os resultados pela quantidade de tráfego.

lista de páginas de pesquisa orgânica

Exporte esta lista e adicione-a ao seu template.

Com isso, você terá um recurso que vai ajudar a identificar os conteúdos que não estão funcionando bem e priorizar as próximas etapas.

Observação: não há referência do setor para uma boa métrica de “Tráfego”; portanto, baseie-se no seu desempenho geral para ver o que foge do seu padrão.

Melhore e republique

Agora é hora de melhorar seu conteúdo. Há muitas maneiras de fazer isso, como:

Adicione elementos visuais

Se o seu conteúdo for 100% texto, considere incluir conteúdos visuais, como fotos, gráficos, tabelas e infográficos.

Eles “quebram” o texto visualmente e simplificam conceitos ou processos complexos, melhorando a experiência de leitura.

Atualize tudo

Encontre e substitua links inativos, imagens antigas e atualize o próprio conteúdo caso haja mudanças importantes. Dessa forma, seu SEO On-page estará em dia.

Facilite a leitura

Conteúdos antigos provavelmente não estão otimizados para a experiência do usuário e dispositivos móveis.

Priorize a legibilidade em smartphones e tablets para melhorar a acessibilidade e agradar a indexação mobile first do Google.

Crie conteúdos mais completos

Dar profundidade aos seus conteúdos é fundamental para garantir que ele dê aos leitores uma resposta às suas dúvidas ou problemas. Considere, por exemplo, transformar um de seus posts em um guia completo, que abranja um todos os aspectos de um determinado assunto.

Se você quiser saber mais sobre auditoria de conteúdo, leia nosso guia passo a passo.

5. Crie topic clusters

Topic clusters são grupos de páginas interligadas que tratam de um assunto específico.

Eles são importantes porque ajudam os mecanismos de pesquisa a entender a hierarquia do seu site e sua autoridade para um determinado tema.

Os topic cluster são compostos por três elementos:

  1. Uma página pilar focada em um assunto;
  2. Um grupo de páginas que cobrem subtópicos relacionados com mais profundidade;
  3. Links internos entre todas elas.
páginas pilares - topic cluster

Para começar:

1. Escolha o assunto para o qual deseja classificar

Antes de construir um cluster, você precisa escolher um tópico (pilar).

Ele precisa ser específico o suficiente para se focar em um único conceito, mas amplo o suficiente para que você não limite a quantidade de conteúdo que pode criar.

Por exemplo: o assunto principal é “Copywriting para SEO” e o conteúdos secundários podem ser “ferramentas de SEO” ou “como escrever conteúdo para SEO”.

Para encontrar novas ideias, acesse a ferramenta Topic research, da Semrush, e busque por um termo relacionado ao seu setor.

Depois de inserir um termo, clique na opção “Receber ideias de conteúdo”; a ferramenta gerará uma lista de subtópicos divididos em cartões.

ideias de conteúdo na ferramenta topic research

Se você clicar em um dos cartões, verá mais informações, como os principais títulos, perguntas relacionados ao assunto e pesquisas relacionadas.

Esta é uma maneira fantástica de fazer fluir os sucos e reunir ideias para o seu conteúdo.

opções do cartão

Por padrão, os resultados que você vê são todos classificados por volume de pesquisa.

Mas você também pode ordenar os cartões por volume do subtópico, dificuldade ou eficiência do tópico.

A chave nesta etapa é escolher assuntos que tenham o potencial de trazer mais ideais de subtópicos para construir o cluster. Se você escolher um tópico muito restrito, não terá palavras-chave suficientes para fazer isso.

Exporte o relatório completo com os tópicos que você achar interessantes e coloque-os no seu template.

Para saber mais sobre como gerar ideias de conteúdo com nossa ferramenta Topic Research, confira nosso guia detalhado.

2. Faça uma pesquisa de palavras-chave

Os títulos, perguntas e pesquisas relacionadas que a ferramenta apresenta fornecem ideias úteis para que você possa priorizar o conteúdo que você deve escrever.

No entanto, é uma boa ideia aprofundar esse processo com uma pesquisa de palavras-chave.

Isso vai ajudar você a identificar:

  • Diferentes formatos de conteúdo para trabalhar;
  • Palavras-chave de pergunta de alto volume;
  • Oportunidades de featured snippets.

Encontre diferentes formatos de conteúdo

Acesse a ferramenta Keyword Magic Tool, da Semrush, insira palavra-chave para a qual você deseja encontrar sugestões e clique em “Pesquisar”.

Use modificadores de palavras-chave (ou seja, uma palavra ou grupo de palavras para tornar o termo mais específico e direcionado, como “dicas” ou “ferramentas”) para detalhar e encontrar formatos de conteúdo específicos.

  1. Clique na aba “Todos”;
  2. Selecione a opção “Correspondência de frase”;
  3. Adicione modificadores na opção “Incluir palavras-chave”.
incluir palavras-chave na ferramenta keyword magic tool

Encontre palavras-chave de perguntas com alto volume de pesquisa

Crie uma lista de palavras-chave baseadas em perguntas que tenham um volume de pesquisa alto:

  1. Clique na aba “Perguntas”;
  2. Selecione a opção “Correspondência ampla”;
  3. Defina um volume mínimo de pesquisa.
volume de pesquisa das palavras-chave de pergunta

O volume varia de acordo com o setor, mas configure para, pelo menos, mais de 100 pesquisas mensais.

Dica: combine esse processo com o filtro “Grupo” da ferramenta. Com isso, você pode criar página FAQ otimizadas para as palavras-chave mais populares relacionadas ao seu negócio.

filtro grupo

Os featured snippets são trechos de conteúdo que aparecem na parte superior dos resultados de pesquisa do Google para responder à pesquisa do usuário diretamente na SERP.

Alguns featured snippets são parágrafos (definições), tabelas, etapas e listas.

Veja um exemplo:

exemplo e featured snippet

Como os featured snippets geralmente aparecem nos resultados de pesquisa com intenção informativa, essa tática é uma maneira de descobrir quais palavras-chave podem ser utilizadas para esse tipo de conteúdo.

  1. Acesse a aba “Todos”;
  2. Selecione “Correspondência de frase”;
  3. Em “filtros avançados”, selecione todos as opções de “Recursos de SERP”.
filtros avançados - recursos serp

3. Defina o assunto e a estrutura do seu cluster

Depois de pesquisar palavras-chave, você precisa definir como serão seus topic cluster.

Sua página pilar deve ter um link para suas “subpáginas”, e elas, por sua vez, devem ter um link apontando e volta. Isso cria uma estrutura organizada, que ajuda o Google a rastrear melhor seu site e determinar o assunto do seu cluster.

modelo de pilar com tópicos

Definir a estrutura do seu cluster ajuda você a organizar seu conteúdo — o que você já tem e o que ainda precisa escrever.

Aproveite o conteúdo que já existe no seu site e identifique as lacunas que precisam ser preenchidas.

6. Melhore o SEO On-Page

SEO On-page é a prática de otimizar o conteúdo do seu site para mecanismos de pesquisa e usuários.

Ele é fundamental para sua estratégia de SEO, pois desempenha abrange alguns dos mais importantes fatores de classificação do Google.

Os principais elementos de SEO On-page incluem:

  • Title tags;
  • Metadescrições;
  • Headers;
  • Links internos;
  • URLs.

Para verificar o SEO On-page do seu site, use a ferramenta On page SEO Checker, da Semrush.

Digite seu domínio e clique que na aba “Visão geral”.

Nesta relatório, observe:

  1. O número total de ideias;
  2. A estimativa de quanto o tráfego orgânico pode aumentar implementando-as;
  3. A lista das principais páginas para otimizar.
ferramenta on page seo checker - visão geral

As ideias são divididas em categorias, incluindo:

  • Estratégia: quais páginas têm melhor desempenho e devem ser priorizadas nos esforços de SEO On-page;
  • Backlinks: ideias de backlinks de sites confiáveis;
  • Soluções para SEO: dados da ferramenta Auditoria de Site mostrando os problemas técnicos do seu domínio;
  • Experiência do usuário: dados do Google Analytics para ajudar você a saber o que precisa corrigir para melhorar a UX e as classificações do seu site;
  • Recursos de SERP: quais palavras-chave acionam recursos da SERP e recomendações para implementar no site;
  • Semântica: palavras-chave relacionadas que você pode adicionar para enriquecer seu conteúdo;
  • Conteúdo: análises do conteúdo de concorrentes e conselhos para implementar nas suas páginas;

Clique em cada uma dessas divisões para ver o que você pode fazer para melhorar o SEO On-page do seu site.

Como alternativa, você pode clicar na aba “Ideias de otimização”. Ela mostra uma tabela com todas as suas landing pages, palavras-chave de destino e volume total.

ideais de otimização

Observação: “volume total” representa a soma dos volumes de pesquisa mensais entre todas as palavras-chave segmentadas em cada página.

Para se aprofundar em uma ideia, clique no botão verde com o número de ideias na linha da página que você deseja otimizar.

número de ideias

Observação: se uma página já estiver otimizada, a ferramenta não fornecerá ideias.

Você poderá ver um relatório com todas as ideias para essa URL específica, divididas nos grupos que vimos acima.

detalhes das ideias de otimização

Clique na seta ao lado de “Por que devo fazer isso?” para visualizar nossas dicas.

opção por que devo fazer isso

Se você usa o Trello para gerenciamento de tarefas, você pode enviar uma ideia diretamente para o seu quadro como um novo cartão. Basta clicar no botão verde no canto superior direito.

opção enviar para o trello

Como alternativa, você pode exportar uma planilha (arquivo .xlsx) com os diferentes tipos de ideias. O botão no canto superior da página.

Com isso, você pode ordenar sua lista de tarefas fora da Semrush. E se você trabalha em equipe, pode dividir as ideias entre os membros da equipe.

Certifique-se de adicionar um link para a exportação ao seu template para que você possa localizá-lo mais facilmente.

Para mais detalhes sobre SEO On-page e táticas avançadas, leia nosso guia.

7. Encontre e corrija problemas técnicos de SEO

O SEO técnico é o processo de otimizar seu site para ajudar os mecanismos de pesquisa a encontrar, rastrear, e indexar suas páginas.

Quanto mais fácil você torna esse processo, mais chances você terá de conseguir uma classificação melhor.

Para melhorar a otimização técnica do seu site, você precisa levar em consideração fatores como:

  • Javascript;
  • Sitemaps XML;
  • Arquitetura do site;
  • Estrutura da URL;
  • Dados estruturados;
  • Conteúdo fino;
  • Conteúdo duplicado;
  • Hreflang;
  • Tags canônicas;
  • Páginas 404;
  • Redirecionamentos 301.

Você pode usar Google Search Console para monitorar e solucionar problemas do seu site nos resultados de pesquisa.

Para fazer isso, vá para o relatório “Core Web Vitals” em “Experiência”.

google search console core web vitals

Você verá um relatório informando quais URLs você precisa melhorar.

core web vitals gráfico

A ferramenta Auditoria de site, da Semrush também pode ser usada para verificar seu site em busca de erros técnicos e de SEO.

Ea permite que você monitore a integridade do SEO do seu site e verifica mais de 140 problemas, incluindo:

  • Carregamento lento;
  • HTML superdimensionado;
  • Cadeias e loops de redirecionamentos.

Acesse a ferramenta, configure seu domínio e clique no relatório de “Erros”.

ferramenta auditoria de site

A ferramenta exibirá uma lista de todos os erros, mostrando cada problema e como corrigi-lo.

lista de erros

Exporte o relatório completo com todos os problemas e adicione-o ao seu template.

Comece a trabalhar nos problemas mais graves e depois passe para as advertências.

Observação: os erros técnicos de SEO tendem a ser mais avançados, portanto, você pode precisar da ajuda do seu desenvolvedor para corrigi-los.

Recomendamos fazer auditorias periódicas (ao menos, mensalmente) para descobrir quaisquer novos problemas antes que se tornem algo mais sério.

botão de reexecutar campanha

Se você quiser saber mais sobre SEO técnico, recomendamos conferir nosso guia para iniciantes.

8. Melhore o SEO Off-page

SEO Off-page refere-se a ações realizadas fora do seu site que afetam seus rankings.

As ações mais comuns de SEO Off-page incluem:

  • Conquistar backlinks;
  • Incentivar pesquisas de marca;
  • Aumentar o engajamento e os compartilhamentos nas redes sociais.

Mas, acima de tudo, os backlinks são o mais importante.

Os mecanismos de pesquisa usam os backlinks para determinar a qualidade do conteúdo linkado. Portanto, um site com muitos backlinks de alto valor geralmente terá uma classificação melhor do domínios menos linkados.

De um modo geral, existem três maneiras de obter mais backlinks:

  1. Criar backlinks ao adicionar links para seu site em outros domínios;
  2. Conquistar backlinks a partir da criação de conteúdo interessante o suficiente para que as pessoas queiram referenciá-los;
  3. Obter backlinks ao entrar em contato com os administrados de sites que possam se interessar pelo seu conteúdo ou sua marca, solicitando que eles colocam um link para o seu site.

Uma forma excelente para conquistar novos backlinks é usar a ferramenta Link Building Tool, da Semrush.

Digite seu domínio e aguarde a ferramenta coletar e analisar dados de seus concorrentes e palavras-chave mais importantes.

Após alguns minutos, você verá uma lista de prospects que você pode contatar para obter/requisitar backlinks.

ferramenta link building tool

Você tem duas opções para começar sua campanha de link building:

  1. Baixe o relatório CSV para priorizar seus esforços e acompanhar seu progresso (e linke-o no seu template);
  2. Use a interface de gerenciamento da ferramenta para executar sua campanha de outreach.

Se você optar pela segunda opção, pode rejeitar os prospects que não interessarem clicando no “X” e avançar com aqueles mais relevantes clicando no botão “Para Em andamento”.

Em seguida, na aba “Em andamento”, você pode entrar em contato com seus prospects diretamente na ferramenta clicando no botão “Contatar”.

aba em andamento

A ferramenta sugere o número de e-mails que você deve enviar para cada prospect e traz recomendações para o texto do e-mail.

Para ver como é, clique no botão “Contato”.

template de e-mail

Você pode:

  1. Escolher para quais e-mails enviar seu pitch;
  2. Arrastar e soltar elementos-padrão como a URL do prospect e seu domínio;
  3. Formatar o texto.
detalhes do e-mail padrão

Essa é uma maneira simples e eficaz de buscar backlinks de alta qualidade.

Para ler mais sobre SEO off-page, confira nosso guia completo.

Analise e otimize sua estratégia

A classificação no Google exige esforço.

À medida que você otimiza e tenta ranquear para uma palavra-chave qualquer, suas classificações para outros termos geralmente começam a piorar.

É por isso que nenhuma campanha de SEO tem fim. Todas as estratégias devem ser cíclicas e contínuas.

Você tem que avaliar continuamente seu trabalho. Sempre há oportunidades para melhorar e impulsionar seu crescimento.

Meça e relate seus KPIs (pelo menos todos os meses) para garantir que seu progresso esteja no caminho certo para atingir suas metas.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.